O ator que interpreta Adauto em "Avenida Brasil" fala sobre seu papel na novela, sobre cena sensual em Hollywood e conta qual o final deseja para Carminha

Um dia depois de emocionar o público com seu personagem Adaulto, de “ Avenida Brasil ”, que descobriu que estava sendo traído, Juliano Cazarré era o entrevistado de Jô Soraes na tarde desta terça-feira (9).

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

O ator elogiou os colegas de novela, Marcos Caruso (Leleco) e Eliane Giardini (Muricy), falou sobre atuar com a atriz britânica Rachel Weiz no filme “360” e contou sobre seu lado poeta. Juliano lança nesta quarta-feira (10), no Rio, o livro "Pelas Janelas". "Comecei a escrever em 2009 e vi que sempre fazia poesias sobre janelas de maneiras diversas, ou de avião, ou janelinha do dente, todo tipo", adiantou. Veja trechos da entrevista do ator:

Sucesso

"Ainda estou aprendendo a lidar. De uma hora para a outra, comecei a ser muito reconhecido e requisitado nas ruas. Passei a novela toda fazendo as pessoas rirem e ontem fiz elas se emocionarem"

Descoberta da traição de Muricy

"Parecia que era eu. Veio toda a emoção do Adauto de descobrir a traição e também de fazer uma novela dessas, trabalhar ao lado do Marcos Caruso e da Eliane Giardini"

Últimos capítulos de "Avenida Brasil"

"Não posso adiantar nada, senão eles me demitem (risos). Mas têm muitas mulheres bacanas para o Adauto ficar. A Beverly, a Olenka, a Zezé, eu quero que o Adauto encontre alguém que faça ele feliz. Porque ele é tão perturbado, que é legal agora que ele arranje uma clareza de raciocínio, uma pessoa que goste dele, que não fique corrigindo ele"

Um final para Carminha...

"Ela louca, vagando pelo lixão, falando coisas sem sentido, perdida no meio da podridão"

Adauto X Juliano Cazarré

"Sou ingênuo para várias coisas, eu acredito nas pessoas, no que me dizem. Tenho uma ingenuidade do Adauto, esse jeito que ele tem com a Muricy, meio criança. Eu tenho um pouco disso com a minha mãe e minha mulher. Apesar dessa cara quadrada, sou fofinho"

Cena sensual com Rachel Weiz

"Foi breve, mas foi intenso. Deu nervoso. Mas dá muito mais tesão em vocês (telespectadores) do que na gente porque tem uma preocupação com as câmeras, com a cena"

Boa forma

"Hoje em dia estou correndo quatro vezes por semana. E percebi que para a TV é bom dar uma malhada uma vez por semana, para estar com o corpinho bacana"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.