Casal real quer o recolhimento imediato dos exemplares da publicação em circulação e o veto de reproduzir as imagens em outros veículos

BBC

O príncipe William e Kate Middleton oficializaram nesta segunda-feira (17) um processo criminal na França, em resposta à publicação de fotos íntimas do casal real.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Representantes do casal real confirmaram que "ações legais por violação da privacidade começaram hoje na França contra os editores da revista Closer", a qual publicou uma série de imagens de Kate topless em um banho de sol.

Uma corte em Nanterre, França, confirmou à Reuters que o processo foi oficializado e que os editores da Closer serão ouvidos em uma audiência nesta segunda-feira.

As fotos de Kate sem a parte de cima do biquíni foram reproduzidas por sites internacionais, pelo jornal Irish Daily Star e pela revista italiana Chi, que divulgou um especial com 30 páginas dedicadas às fotos da Duquesa de Cambrigde. Esta última defendeu a publicação das fotos, alegando que elas são uma "crônica da realidade".

O correspondente da BBC em Paris, Christian Fraser , explica que, sob a rígida legislação francesa, a publicação deve configurar uma invasão de privacidade.

O casal real também pede uma medida cautelar que retire a edição da Closer de circulação e que impeça que as imagens sejam republicadas.

Batalha judicial

Se condenada, a edição da revista Closer com as fotos terá que ser recolhida das bancas de jornais imediatamente. Mas a decisão do tribunal parisiense terá poder apenas sobre meios de comunicação franceses e não impede a publicação das fotos na italiana Chi, que pertence ao mesmo grupo de mídia e anunciou uma edição especial com uma versão estendida, com 26 fotos, da série de fotos de Kate topless.

Ambas as publicações pertencem à empresa Mondadori Media Group, do ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi. 

O correspondente da BBC em Paris diz que a lei francesa determina indenizações ou multas de dezenas de milhares de euros e, em teoria, a editora da revista poderia se condenada a um ano de prisão.

A editora já saiu em defesa da publicação e sugeriu que a revista francesa teria fotos ainda mais íntimas do casal, ainda não publicadas.

Os donos do jornal Irish Daily Star, do grupo Shell and Independent News and Media, condenaram a decisão de publicar as imagens e disseram que não foram consultados.

Nenhum jornal britânico publicou as imagens. Representantes de tabloides como o Daily Mail e o The Sun disseram que nenhum jornal "responsável" sequer "tocaria nessas fotos".

William e Kate se encontram nas Ilhas Salomão, no Oceano Pacífico, representando a Rainha Elizabeth 2ª em comemorações do Jubileu de Diamante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.