Maritza Isabel de Ávila e Divier Enrique Hernández falaram através do advogado sobre um suposto e-mail enviado pela cantora

EFE

Shakira é acusada de ameaçar ex-empregados
GettyImages
Shakira é acusada de ameaçar ex-empregados

Dois ex-empregados de Shakira a denunciaram nesta sexta-feira (17), em Bogotá, após terem recebido ameaças de morte depois que a artista os despediu em maio deste ano. A demissão teria ocorrido pela recusa dos funcionários ao pedido da cantora, que seria a feitura de um frango assado depois da meia-noite.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Maritza Isabel de Ávila e Divier Enrique Hernández deram uma entrevista coletiva com seu advogado, o também colombiano Abelardo de la Espriella, onde pela primeira vez explicaram por que processaram a artista e sua empresa em 17 de junho, em um tribunal de Barcelona por "demissão injusta".

Maritza se dedicou por 24 anos à limpeza, às compras e à cozinha de Shakira, enquanto Hernández trabalhou durante 11 anos como chofer e cozinheiro, e foi quem se recusou preparar o frango, dando início a uma acalorada discussão com a artista.

Segundo Espriella, depois do episódio, os trabalhadores saíram da casa da artista, dormiram em um banco e "chamaram Antonio de la Rúa (ex-namorado da cantora), que pagou um apartamento e os alimentou em Barcelona durante vários dias", disse o advogado.

Os litigantes enviaram à imprensa a cópia de um e-mail que teria sido recebido por Hernández seis dias depois. O e-mail traria ameaças de Shakira, embora não estabelece vínculos entre a artista e a mensagem intimidatória.

Os representantes da cantora na Colômbia não comentaram o assunto, da mesma maneira que com a misteriosa gravidez que segundo a imprensa local já supera 13 semanas de gestação.

Confira outros barrados dentro e fora dos holofotes:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.