Ator ganhou a primeira instância do processo movido por camareira; Esmeralda de Souza terá de pagar R$ 1 mil por despesas processuais

Dado Dolabella sobre Dona Esmeralda:
AgNews e Photo Rio News
Dado Dolabella sobre Dona Esmeralda: "Tentei ajudá-la"

Por decisão da Justiça, a ação movida por Esmeralda de Souza contra Dado Dolabella foi julgada improcedente. Em outubro de 2008, a camareira acusou o ator de tê-la empurrado durante uma briga com a então namorada, Luana Piovani , em uma boate do Rio de Janeiro. “Não houve comprovação nos autos de aborrecimentos concretos por parte da Autora já que, por um mero ato reflexo, o Réu empurrou a mesma com o efeito de afastá-la da discussão com a sua namorada à época”, conclui a sentença determinada em primeira instância, divulgada nesta segunda-feira (6).

Em conversa com o iG , Dado disse, no entanto, que gostaria de ter conduzido esse caso de maneira não litigiosa. “Eu procurei a Dona Esmeralda para ajudá-la quando tudo aconteceu e ela fugia de mim. Mas dava entrevistas para todos os jornais e revistas. Uma pena, agora ela ainda vai ter que pagar”, lamenta.

Siga o iG Gente no Twitter

A juíza do caso, Lindinalva Soares , estabeleceu que a camareira terá de arcar com “despesas processuais e honorários advocatícios que fixou em R$1.000”. E se hoje Dado respira aliviado por resolver uma de suas pendência judiciais, não foi assim no decorrer dos últimos anos. “Parecia que estava vivendo um pesadelo, mas os processos estão caindo um por um. Sou um cara tranquilo, as confusões vêm até mim”, diz o ator, em referência às medidas cautelares por agressão expedidas pelas exs Viviane Sarahyba e Luana Piovani .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.