Em entrevista ao “Fantástico”, atriz explicou o motivo da operação no coração, falou da ex-namorada, Stella Torreão, e quando voltará ao trabalho

Claudia Jimenez em entrevista ao
Reproduçao TV Globo
Claudia Jimenez em entrevista ao "Fantástico"

O “Fantástico” deste domingo (5) entrevistou com exclusividade Cláudia Jimenez , que recebeu alta depois de passar por uma cirurgia cardíaca de sete horas. A atriz falou que está se recuperando, mas sente-se bem, explicou o porquê da operação e comentou o apoio dos fãs. “A gente que é artista, que está na casa das pessoas. Realmente as pessoas rezam por você, fazem corrente, fazem energia positiva, mandam recado, presente, flores. É uma coisa muito linda”, disse ela.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias dos famosos em tempo real

Essa foi a terceira vez que Cláudia passou por uma operação de peito aberto. Há 13 anos, ela teve um infarto e teve que ir para uma intervenção de urgência para implantar algumas pontes no coração. Segundo o cirurgião cardíaco Edson Nunes, na época, o coração da atriz já tinha sido danificado pelo tratamento contra um câncer no tórax. “Ela efetuou várias sessões por dois meses de radioterapia. Isso deve ter lesado os tecidos da parede do tórax ou do interior do tórax”, contou o médico.

Por conta desses tratamentos, na última cirurgia, uma das pontes antigas precisou receber quatro stents (pequenas telas que expandem as artérias) e ela teve sua válvula aórtica muito danificada. Com isso, Cláudia teve que ter seu coração parado por sete horas, com um coração artificial bombeando seu sangue, para que a válvula fosse substituída por outra feita de pele de boi.

LEIA MAIS: Cirurgião de Cláudia Jimenez ao iG: “O risco era muito grande”

“Essa cirurgia é muito violenta, a gente fica um pouco escangalhada. Que nem a gente dizia: ‘meu brinquedo escangalhou’. Essa palavra. Eu estou meio escangalhada. E acho que aos poucos eu vou retomando, voltando ao meu normal. Você ficar em um CTI toda entubada, com drenos, serrarem o teu osso ao meio, ficar sete horas numa cirurgia, o teu coração ficar parado. Se isso não mudar você, nada mais muda. E daí a gente vê também o que é realmente importante na tua vida. Eu passar sem a minha família, sem a Stella Torreão”, contou Claudia, se referindo à ex-namorada, com quem ficou por dez anos, e que é sua sócia e amiga.

“Stella foi o maior amor que eu vivi. Nossa Senhora, eu não sei em que lugar botar a Stella. Depois da minha mãe e das minhas irmãs é a Stella. É um anjo da guarda. Aí, uma vez eu falei para uma amiga: ‘Nossa que bom ter encontrado alguém tão amiga, tão fiel, tão cúmplice na vida e que ficou pra sempre’. Aí, a minha amiga falou assim: ‘Cláudia, você deve merecer, porque nem todo mundo merece encontrar anjos’”, completou.

CONFIRA:  Claudia Jimenez deixa hospital após cirurgia cardíaca

A atriz disse que não se preocupou em esconder a cicatriz da cirurgia. “O que importa é a válvula aórtica novinha, biológica, feita da membrana do boi. Eu disse para o médico: ‘Por que não da vaca?’. Já está aqui dentro, jorrando sangue pro meu corpo inteiro ser feliz”, falou, entre risos. Cláudia espera voltar ao trabalho daqui a quatro meses. “Eu só quero voltar a trabalhar quando estiver cem por cento”.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.