Apresentador estreia em setembro o "Ídolos Kids" na Record, e acredita que esta pode ser sua chance de virar o próximo Rodrigo Faro da emissora

A partir de setembro a vida de Cassio Reis não será mais a mesma. O apresentador, que acaba de completar 35 anos, dará início ao projeto que ele descreve como o maior desafio de sua carreira: o “Ídolos Kids”, na Record. “Parece que tudo que fiz foi uma forma de me preparar para esse projeto, que é trabalhar com criança”, diz Cassio, que tem um quadro de viagens no "Hoje em Dia", já apresentou o Oscar ao vivo de Los Angeles para o TNT e faz reportagens para o programa "TAM nas Nuvens".

Antes de tudo, porém, Cassio é apaixonado por criança, um daqueles caras que nascem para ser pai, como o próprio se descreve. Garante que sua maior prioridade é Noah , o filho de quatro anos e meio que teve com a atriz Danielle Winits , e não desgruda do garoto nas poucas horas de folga que tem. Mesmo com o pé na estrada: dos últimos seis meses, só um ele passou em casa. "Renovei meu passaporte em 2010... e só faltam três folhas".

Cassio Reis:
André Giorgi
Cassio Reis: "Eu tenho saudade de fazer novela. Mas eu gosto tanto de apresentar"


Cassio é o primogênito de três irmãos e mesmo com a vida louca de modelo, carreira que começou aos 19 anos, nunca se distanciou da família. Solteiro e reservado - você não o vê na balada - é da mãe que recebe "conselhos" para sair e se divertir mais. E, mesmo querendo servir de exemplo para milhões de pais solteiros que têm por aí, acaba deixando um recado no final do bate-papo: "Mulheres, vocês que querem me conhecer, por favor!".

Leia a entrevista...

iG: O que o projeto do "Ídolos Kids" representa para você?
Cassio Reis: Esse projeto é tão importante e de tamanha responsabilidade... Parece que tudo que fiz até hoje foi uma forma de me preparar para esse que talvez seja o maior desafio da minha carreira. Trabalhar com criança, numa TV aberta, com um programa que faz sucesso no Brasil e no mundo inteiro. Eu me sinto pronto para encarar e para o que der e vier.

iG: O que vai ter de diferente dos outros programas de calouros com crianças?
Cassio Reis: A gente vai ter os pais diretamente envolvidos no projeto. Além da responsabilidade com as crianças, vamos nos responsabilizar com a família também. Tem uma psicóloga ajudando e os jurados não serão rígidos, mas diretos. Um ídolo infantil tem que ser uma mistura de várias coisas: tem que saber lidar com o não, tem que saber lidar com a espera, tem que ser paciente, porque se um show atrasa por qualquer motivo, ela não pode chorar, ela não pode entrar e já chegar chorando, tem que saber lidar com as emoções.

Cassio Reis: de top das passarelas a apresentador
André Giorgi
Cassio Reis: de top das passarelas a apresentador

iG: Como você era quando criança? Recebia muitos "nãos"?
Cassio Reis: Já, já. Já tomei 'não' desde a época de escola, porque não fui escolhido para o time que queria de futebol. Eu era sempre o capitão. Mas quando não era, ficava frustado. E quando eu queria namorar uma menina, não sabia como chegar, eu nem chegava perto com medo de tomar um 'não'. E no trabalho também. Mas eu nunca me abalei com um 'não', eu sempre usei um 'não' a meu favor. 

iG: Você parece ter um jeito muito tranquilo. Medita, faz ioga?
Cassio Reis: Eu durmo! Eu não sou da noite, eu bebo só socialmente, tomo um vinho, uma duas tacinhas. Eu sempre fui muito obediente quando era mais jovem, mas hoje minha mãe de vez em quando fala: ‘Meu filho, sai, vai fazer alguma coisa’. Sou muito caseiro.

Já tomei muito 'não'. Quando eu queria namorar uma menina, não sabia como chegar, eu nem chegava perto com medo de tomar um 'não'.

iG: Mas você viaja muito...
Cassio Reis: Sim, esse ano, de janeiro até agora, acho que não passei um mês e meio no Rio, se for juntar todos os dias. Então gosto de curtir minha casa e meu filho o pouco tempo que tenho. 

iG: Tem saudade de voltar a atuar?
Cassio Reis: Tenho saudade de fazer novela. Mas eu gosto tanto de apresentar...

iG: O "Ídolos" revelou o Rodrigo Faro como um dos maiores apresentadores da TV. É isso o que você quer, gostaria de ser o próximo Rodrigo Faro?
Cassio Reis: Quem sabe? Sim, gostaria. Talvez esse seja meu objetivo. Mas sei que tudo tem seu tempo. Eu sempre curto o passo que eu estou dando. Mas sei onde eu quero chegar.

iG: Aonde você quer chegar?
Cassio Reis:  Quero ser um bom profissional, estar feliz com o que eu faço.

iG: Mas você tem o emprego dos sonhos para muita gente. Como apresentador do "TAM nas Nuves" você viaja o mundo... e de graça!
Cassio Reis: Todo mundo fala isso! Mas agora, eu fui para Memphis e Seattle, e eu não consegui nem ir à farmácia. Não dá tempo. Acordo às sete da manhã e acabo de gravar depois das dez da noite, volto para o hotel e no dia seguinte faço tudo de novo.

iG: Quantos carimbos você tem no seu passaporte?
Cassio Reis: Renovei em 2010... e só faltam três folhas. Hoje era para eu estar ou no Canadá ou no Chile, mas cancelaram a viagem porque eu estava sem tempo na agenda.

André Giorgi
"A história do Noah é assim. Ele tem os pais separados"

Minha mãe de vez em quando fala: ‘Meu filho, sai, vai fazer alguma coisa’. Sou muito caseiro.

iG: E como você faz suas escolhas profissionais? Pensa na grana, no prazer...?
Cassio Reis: Hummmm, pela grana (risos). Não, estou brincando. Principalmente pelo desafio. Gosto de fazer trabalhos que eu acredito.

iG: Já se arrependeu alguma vez?
Cassio Reis: Não... não me arrependo. Porque quando eu falo 'sim' é para valer. A maioria eu falo 'não'.

iG: Para quais você já falou não?
Cassio Reis: Já me chamaram para fazer novela que eu já falei 'não', ensaio e entrevista que eu falei 'não'. Coisas que não mudam a minha vida. E, às vezes, é importante você falar 'não'. É importante você colocar um freio, mesmo que não tenha nada certo. 

iG: Sobre o Noah, você e a Danielle Winits vivem publicando fotos dele. Ele aparece bastante. Você gosta dessa exposição?
Cassio Reis: Não. Eu tento proteger ao máximo. Ele tem que estar feliz de estar aparecendo. Algumas vezes ele não entende e fica muito irritado. E tem gente que não sabe. Fotos dele eu coloco mais no Instagram. Tem umas coisas que são legais de compartilhar, porque existem muitos pais solteiros, muitas mães solteiras, então os momentos que eu compartilho são momentos de amor pleno.

Cassio Reis
André Giorgi
Cassio Reis

iG: Como você faz para ter uma boa relação com a Danielle e com o Noah, agora que você e ela estão separados?
Cassio Reis: Eu aprendo muito com o Noah. Ele está na minha vida há 4 anos e meio e tem muito chão pela frente. Ele já entende tudo. À noite quando eu vou sair para jantar com algum amigo, amiga, eu falo, 'filho, papai vai jantar'. É papo franco. E isso ajuda muito na relação pai e filho. Tem muito pai que mente, que se sente culpado. Filho precisa ter o tempo só para ele, saber que já saiu da barriga. E precisa saber que ele vai se virar. Minha relação com ele é baseada na verdade. Ele sabe que ele mora em duas casas e eu levo de uma forma legal. 'Você tem duas casas cara!'

iG: Você é tão discreto que ninguém sabe se você está namorando ou não...
Cassio Reis:  Eu estou solteiro. Meu foco sempre foi e sempre vai ser o Noah, casado e divorciado. A qualidade do tempo que eu tenho com ele é impagável.

Talvez esse seja meu objetivo (ser como o Rodrigo Faro). Mas sei que tudo tem seu tempo. Eu sempre curto o passo que eu estou dando.

iG: Mas não sente falta de ter alguém do seu lado para te ajudar?
Cassio Reis: Se eu sinto falta? Eu não tenho a mãe, então faço meu papel de pai, e mais do que o papel de pai.

iG: E se casaria novamente?
Cassio Reis: Meus pais são casados há 37 anos. Tenho esse exemplo muito forte em casa. E me casei para ficar para a vida inteira. Infelizmente não deu certo por 'n' motivos, e a minha história era assim. E consequentemente a história do Noah vai ser assim: ele tem os pais separados. Desde que me separei eu namorei duas meninas só. Uma foi muito curto e o ano passado eu namorei o ano inteiro. Mas eu não apresento qualquer pessoa para o Noah, sabe? Por respeito a ele. Eu não levo gente em casa. Eu não fico dando banda por aí. Tenho minha vida. Mas eu realmente sou discreto.

iG: Vai ser difícil ser discreto depois do “Ídolos Kids”, não?
Cassio Reis: A resposta para essa discrição é que eu tenho um filho, que devo respeito e mais do que isso eu tenho uma grande responsabilidade. Tenho que ser exemplo para as mães e pais de família que se espelham em mim. No Dia das Mães eu recebo flores, porque tem muitas mães que se espelham em mim. Eu acho isso o máximo, porque isso é uma coisa natural minha e é mais um resultado do que eu conquistei.

iG: Bom, você é pai, viaja o mundo, trabalha tanto... Tem que ter um tempo para curtir a vida de alguma forma também, não?
Cassio Reis: Sim, eu gosto de conhecer pessoas. Mulheres... Mulheres, vocês que querem me conhecer, por favor!!!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.