A Alexia, de “Avenida Brasil”, está na torcida para que seu marido na trama, o Cadinho, termine nos seus braços como também nos das outas duas ex-mulheres


Vivendo uma conturbada e engraçada trama amorosa, em “ Avenida Brasil ”, Carolina Ferraz falou do sucesso do núcleo. “A gente não sabe muito o que esperar, sendo bem sincera. Mas meu núcleo é muito divertido. As coisas não param de acontecer, e as pessoas me param na rua pra comentar que se não assistem dois dia, perdem o fio da meada. Isso é bom de ouvir”, disse ela durante a festa de lançamento da primeira loja da Sephora no Brasil, na noite desta quinta-feira (12), no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias dos famosos em tempo real

Na ficção, Carol é Alexia, a atual mulher de Cadinho, interpretado por Alexandre Borges , e torce para que o marido termine ao lado de sua personagem e das outras ex-mulheres, com quem foi casado antes dela: a Noêmia, vivido por Camila Morgado , e a Verônica, interpretado por Débora Bloch . “Eu gostaria que no final o Cadinho terminasse com as três e não tivesse mais briga porque todos se amam”, disse ela.

Já na vida real, Carolina descarta a possibilidade de dividir o mesmo homem com outras mulheres. “Pelo amor de Deus, isso é na novela. Da minha vida pessoal eu nunca falo nada mas eu não sou ciumenta”, contou. “Não sei o que faria se estivesse na pele dela mas o barato de viver uma personagem na ficção é poder fazer e viver coisas em situações que eu não me imaginaria fazendo na vida normal. Tenho toda a liberdade do mundo pra inventar na minha cabeça uma história como essa e fazer com que ela realmente seja muito apaixonada por ele. O barato é ela amar o Cadinho loucamente se não, não faz sentido ela suportar outras duas mulheres e inclusive manter uma relação social amigável com elas”, completou.

A mãe de Valentina ainda falou que nunca se deparou com um Cadinho em sua vida e que para um homem conquistá-la é preciso pouco. “É preciso do que precisava quando tinha 15, 20, 35: é ser legal, que eu goste dele e ele de mim. É simples. Não pode complicar muito”, disse.

Ícone de beleza, há anos Carol sempre foi requisitada pela Playboy, até hoje rejeita os convites mas não descarta a possibilidade de um dia tirar a roupar para as páginas da publicação. “Eles fizeram uma proposta muito tentadora e fiquei muito feliz, aos 43 anos... Não tenho nada contra, pensei muito e quem sabe o que quer, faz. Se eu estou na dúvida é melhor esperar um pouquinho, amadurecer a história, agradecer e deixar lançar na vida. Quem sabe um dia, a vida é longa e louca. Já estou velha pra dizer que nunca farei qualquer coisa. Tudo pode acontecer", disse.

A atriz ainda revelou o segredo da boa forma na atual fase. “Comer com hora certa. Como de tudo e bebo muita água mas não como fritura em casa e não gosto de doce, é raríssimo. Meu pecado é balinha e doce”, revelou.



    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.