Em entrevista a Jô Soares, ator falou sobre a doença, da qual se curou, além da expectativa de retornar à televisão. “Voltei com muita vontade”, disse

Reynaldo Gianecchini chamou a atenção quando entrou no palco do “Programa do Jô” para ser entrevistado pelo apresentador nesta terça-feira (10). Isso porque o ator apareceu com seu novo visual, mais bronzeado e com os cabelos naturalmente grisalhos e agora cacheados. “Meu cabelo está nascendo enrolado, nunca foi desse jeito. Todo mundo me fala que é assim mesmo (por conta da quimioterapia, que poderia mesmo danificar as células responsáveis pelo crescimento dos fios e fazê-los nascer diferentes) e que depois volta ao normal. Mas eu estou achando incrível”, disse Giane ao iG Gente , nos bastidores da gravação.

Em conversa com Jô Soares, que deve ir ao ar na quinta-feira (12), o ator falou como foi enfrentar e se curar do tumor linfático não-Hodgkin de células T, que atinge o sistema de defesa do corpo, do qual foi diagnosticado em setembro de 2011. “O negócio da medula é complicado, tenho imunidade, mas não os anticorpos, como se eu fosse bebê. Claro que agora eu vejo a vida de outra maneira, porque você se deparar com a morte é muito maluco. A gente vive como se a morte fosse só com os outros. O presente tem outro sentido quando você pensa que vai morrer, ele tem de ser vivido com mais intensidade. Foi tão profundo que foi um aprendizado para a vida”, relatou.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias dos famosos em tempo real

“Lembrei da Carolina Dieckmann”

Perguntado se foi difícil o momento em que teve que raspar o cabelo, Gianecchini garantiu que não e revelou que se lembrou da emocionante cena de Carolina Dieckmann em “Laços de Família”, em que sua personagem fica careca por conta do tratamento de câncer. “Raspar não foi problema. Nem um pouco. Voltei lá atrás e lembrei da Carol Dieckmann, fiquei assistindo a cena quando ela fez. Foi muito emocionante. Liguei para ela e contei que estava fazendo a cena, mas que não chorei e fiquei amarradão”, declarou.

LEIA TAMBÉM: Reynaldo Gianecchini vira padrinho de campanha contra o câncer de mama

O ator também falou que, apesar dos momentos difíceis, sempre encarou a doença de uma maneira positiva. “Eu não tomei morfina, mas foi penoso o transplante e a quimioterapia. Consegui levar numa boa porque levei tudo sem criar expectativas e por isso foi mais fácil. Quando vi, estava lá, fortão”, contou.

Reynaldo Gianecchini:
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Reynaldo Gianecchini: "Marília é um dos grandes amores da minha vida. Vai ficar para sempre. A gente nunca se separou"

Livro Contando Sua História

Reynaldo Gianecchini afirmou que recebeu um convite para lançar um livro sobre sua experiência com o câncer e que topou. “Vai sair o livro, estamos no processo. Quem vai escrever será Guilherme Fiuza , que é um jornalista ótimo e autor de vários livros, entre eles ‘Meu Nome não é Johnny’. Vi que minha história era tão legal de ser dividida. Todo mundo me falava de outros casos e pensei que poderia ser algo social”, disse. Com o livro, o ator pretende retribuir todo o carinho que recebeu do público e até colocar algumas cartas que recebeu. “Uma coisa inegável, o tanto de amor que recebi, o tanto que aquilo me fez bem”.

LEIA AINDA: Gianecchini: "Eu sabia que ia buscar a minha cura com o amor"

Relação com Marília Gabriela

Jô Soares questionou Gianecchini sobre o período em que ele teve que ficar isolado por conta do tratamento. O ator explicou que isso era fundamental. “Não podia receber tantas visitas, pois a quimioterapia te deixa com a imunidade baixa. Mas as pessoas mais fortes da minha vida estavam lá comigo”, comentou.

O ator falou também da ex-mulher e amiga, Marília Gabriela . “Marília é um dos grandes amores da minha vida. Vai ficar para sempre. A gente nunca se separou. Mas fisicamente estávamos afastados por conta do trabalho”.

VEJA: Marília Gabriela circula com novo namorado

Volta à Televisão

Gianecchini já está gravando as primeiras cenas de seu novo trabalho, o remake de “Guerra dos Sexos”, que estreia em outubro no lugar de “ Cheias de Charme ”, e está empolgado com seu retorno à televisão. “Voltei com muita vontade, até dispensei os dublês nas cenas, pois meu personagem tem muita ação. Voltei fazendo tudo, foi muito bom voltar!”, disse a Jô Soares.

CONFIRA:  Reynaldo Gianecchini viaja ao Rio com nova parceira de novela

Em conversa com o iG após a gravação do programa, o ator falou mais sobre o assunto. “Vou interpretar o Nando, um cara bonitão, mas que se acha feio. Ele é todo atrapalhadão! Está sendo uma delícia fazer”, finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.