Ao chegar ao Sírio-Libanês, cantor agradece a Deus, aos fãs, à imprensa, polícia, médicos, todos desde o rapaz que primeiro encontrou o seu filho acidentado e ligou para o socorro

"Meu coração não tá batendo, tá apanhando", brincou o cantor Leonardo ao chegar ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para acompanhar a alta de seu filho, Pedro . "Tô muito feliz, foram 70 dias de muita turbulência. Hoje a gente lembrando do que nós passamos, realmente foi um milagre o que aconteceu (veja no video abaixo  a declaração completa do cantor)."

Leonardo chegou ao hospital Sírio-Libanês muito feliz e agradecido, e ficou ainda mais animado ao ver a quantidade de gente que estava lá para ver Pedro voltar para casa. Emocionado, Leonardo não esqueceu ninguém na hora de agradecer aos envolvidos na recuperação do Pedro: o primeiro que prestou socorro na estrada e foi autor do telefonema para o Corpo de Bombeiros, os médicos que fizeram o primeiro atendimento, ainda no local do acidente, o motorista da ambulância, os médicos que cuidaram dele no hospital - "dois moleques desse tamanho, da idade do Pedro", disse ele -, a polícia, que fechou o trânsito para facilitar o transporte do seu filho acidentado, o piloto do avião que o transportou de Goiânia para São Paulo, a imprensa, que ajudou a divulgar os fatos e angariou uma ajuda maior dos fãs, os fãs, as preces de todos que lembraram Pedro em suas orações, enfim, o Brasil inteiro.

VÍDEO: Assista a saída do cantor Pedro Leonardo do hospital

"Vou fazer uma festa", celebrou Leonardo, que contou também que Pedro ainda está frágil, emagreceu 40 quilos. A primeira atitude da família fora do hospital foi preparar uma galinhada para Pedro comer um prato preferido já no primeiro dia de alta. "Agora é só alegria", disse Leonardo.



    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.