A apresentadora estreia seu programa solo, "Encontro com Fátima Bernardes"

Fátima Bernardes estreia nesta segunda-feira (25) seu projeto solo depois de deixar a bancada do Jornal Nacional, em dezembro de 2011. Depois de 14 anos atrás da bancada ao lado do marido, William Bonner , Fátima decidiu dar adeus ao programa mais assistido da TV brasileira para comandar uma atração que mistura entretenimento e jornalismo com uma pequena plateia ao vivo,. "Encontro com Fátima Bernardes" é uma das grandes apostas do ano da Rede Globo

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

Relembre a carreira de Fátima Bernardes

Carioca, a torcedora do Vasco decidiu-se pelo jornalismo ainda pequena. Mas Fátima também pensava em ser bailarina. Ela então fez balé por toda a sua infância e juventude e chegou a dar aula para crianças, mas percebeu que sua vocação era para o jornalismo. Ela formou-se na Escola de Comunicação da UFRJ.

A filha de um sub-oficial da Aeronáutica e de uma dona de casa iniciou sua carreira como em jornais de bairros de “O Globo”, em 1985. No ano seguinte Fátima entrou para um curso de telejornalismo da Rede Globo e então foi chamada pata um trabalho temporário na emissora. A emissora a contratou em março de 1987 para apresentar o RJTV 3ª edição. Não demorou, Fátima começou a fazer matérias para os telejornais nacionais.

Confira o vídeo de Fátima Bernardes sapateando na campanha da Globo de 1992:

A primeira entrada ao vivo da jornalista no “Jornal Nacional” foi em 1988. Depois começou a fazer links com importantes matérias, tais como no caso do naufrágio do navio Bateau Mouche. Fátima foi convidada a apresentar o “Jornal Nacional” em 1989, ao lado de Eliakim Araújo , que posteriormente foi substituído por William Bonner . Da união profissional veio o casamento e o apelido de casal 20.

Fátima Bernardes na apresentação do RJTV
Reprodução
Fátima Bernardes na apresentação do RJTV

Outro momento inesquecível na carreira da jornalista foi na vinheta de final de ano da Globo em 1991, que tinha o slogan “Tente, invente, faça um 92 diferente” na qual ela sapateava.

Em 1992 ela fez a cobertura das Olimpíadas de Barcelona, cobriu também um evento da ONU sobre meio ambiente no Brasil, entre outros casos. No final deste ano, Fátima foi convidada a apresentar o “Fantástico”, programa em que ficou até 1995.

Fátima Bernardes em diversas capas de revistas
Divulgação
Fátima Bernardes em diversas capas de revistas

Em 1996, assumiu o cargo de editora-chefe do "Jornal Hoje" e um ano depois, teve uma passagem rápida pelo “Fantástico”. Foi em 1997 que a jornalista ficou grávida de seus trigêmeos – Laura, Beatriz e Vinícius – que nasceram no dia 21 de outubro do mesmo ano. A apresentadora ficou de licença pelo período de sete meses.

Em seu retorno, apresentou mais algumas edições do “Fantástico” para assumir definitivamente o seu lugar na bancada do “Jornal Nacional” em março de 1998, substituindo a jornalista Lilian Witte Fibe . Ao lado de seu marido William Bonner, a agora editora-executiva ajudou a mudar o jeito do telejornalístico.

Veja Fátima na época do "Fantástico" e relembre quem já passou pela bancada 


Leia também : Patrícia Poeta no JN: relembre a trajetória da apresentadora

A cobertura da Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e do Japão, Fátima ganhou espaço também entre os jogadores da Seleção Brasileira de Futebol. Ela era convidada a mostrar o cotidiano dos atletas e até os acompanhava no ônibus. Foi assim que levou o título de “musa da seleção”. Fátima virou a musa de todas as Copas. Em 2010, na África do Sul, suas roupas viraram tendência. Ao aparecer com gorros e cachecóis, ela virava assunto mais comentado no Twitter, com os internautas elogiando seus trajes.

Fátima Bernardes e seus cachecóis: sempre entre os assuntos mais comentados do Twitter
Reprodução/ TV Globo
Fátima Bernardes e seus cachecóis: sempre entre os assuntos mais comentados do Twitter

No mesmo ano o casal do “JN” inovou ao entrevistar os candidatos à presidência do Brasil ao vivo. O formato foi repetido nas eleições de 2006 e 2010. A jornalista também fez uma entrevista especial para o “Globo Repórter” em uma entrevista com Dona Neyde Senna Silva , mãe do piloto Ayrton Senna da Silva.

Fátima Bernardes tem mais de duas décadas de TV Globo e sua carreira bem-sucedida reflete em seus admiradores. Todas as suas mudanças de cabelo são seguidas pelas mulheres da população brasileira. Tornam-se capas de revistas e dicas de moda. Suas roupas também são comentadas e fontes de inspiração.

Fátima Bernardes durante a apresentação seu novo programa: 'Encontro com Fátima'
AgNews
Fátima Bernardes durante a apresentação seu novo programa: 'Encontro com Fátima'

    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.