Prestes a lançar uma biografia, a apresentadora promete contar casos de abuso sexual, depressão e sua amizade com famosos

Monique Evans:
Claudio Augusto
Monique Evans: "Estou à procura de um 'ghost writer' para a minha biografia"

Monique Evans decolou cedo: aos 18 anos ela já era famosa como modelo. Mais de 30 anos na ativa se passaram e a carioca traz ao público a história de sua vida por meio de uma biografia. “Depois de muito conversar com a Raquel Pacheco (Bruna Surfistinha) sobre o lançamento de um livro, ganhei um presente de Deus. Recebi um email de uma editora na hora certa, foram eles que me procuraram”, comemora.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

De mudança para o Rio de Janeiro para cuidar de sua mãe doente (desde 2002, ela mora em Alphavillle- SP), Monique está em busca de um "ghost writer" que a auxilie a concatenar todos os acontecimentos que marcaram sua vida. “Como sou DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção), tenho lacunas gigantes em branco da minha trajetória. Então preciso de um escritor que vá atrás dos meus amigos e família para contar o que eu não me lembro. Acho que é uma maneira também de não mentir ou inventar qualquer coisa”, continuou ela.

FOTOS: Compare as capas da “Playboy” de Monique Evans e Bárbara Evans

Monique Evans:
Alex Palarea e Philippe Lima/ AgNews
Monique Evans: "Fui abusada na infância, sofri estupro"

Monique Evans:
Divulgação
Monique Evans: "Fui eu que apresentei a Xu (Xuxa) ao Pelé"

Musa dos anos 80 (ela já posou nua três vezes para a revista "Playboy"), a apresentadora garante que sempre viveu em um universo misterioso e que agora pretende decifrá-lo em um livro. “Se nem a minha filha ( Bárbara Evans ) sabe da minha história, imagine o Brasil. Quero que meus netos saibam quem eu sou e fui”, completa ela, afirmando que irá contar o que não foi legal em suas questões pessoais e toda sua multiplicidade profissional.

LEIA MAIS: Monique Evans sobre o ensaio nu da filha: “É Lolita total, os homens vão gostar”

“As pessoas costumam achar que a minha carreira começou com o “Noite Afora”, ninguém sabe que eu trabalhei na Globo vários anos.” No entanto, apresentar seu mundo pela escrita não é tarefa fácil, já que citar nomes é complicado por causa de uma questão judicial. “É preciso conseguir a autorização das pessoas para mencioná-las. Como foi o caso do Lobão , que me pediu para publicar fotos minhas em sua biografia”.

Confira trecho da entrevista de Monique Evans ao iG Gente:

Caça-talentos

"São 30 anos de carreira. Quero contar como foi o surgimento de muitas modelos, que começaram na minha ‘maison’. Lancei a Nívea Stelmann , a Valéria Valença , a Susaninha Werner , tantas outras. A Crica ( Cristina Oliveira ) começou comigo como professora de fotografia, na época que ela era vendedora de loja. Do nada, ela virou atriz e arrebentou fazendo novela. Depois fui madrinha de casamento dela."

Xuxa , Pelé e bastidores da fama

"Fui eu que apresentei a Xu ( Xuxa ) ao Pelé . Em uma entrevista, ela disse que nem se lembrava disso, mas um dia gravei com o Pelé e ele me agradeceu: ‘que presente você me deu!’. No primeiro desfile da Xu, ela estava apavorada. Achava que as modelos mais velhas podiam aprontar alguma com ela. E realmente isso acontecia: já jogaram todos os meus biquínis na privada, costuravam as roupas para não caber, entre outras coisas. Aí eu a acalmei e ela só assim, conseguiu desfilar."

VEJA: Todas as capas da Playboy - reveja as mulheres mais desejadas

Abuso sexual

"Fui abusada na infância, sofri estupro. Foi aos 14 anos e isso me bloqueou sexualmente. Contei tudo para a Raquel (Pacheco) na ‘Fazenda’ e depois ainda tive que escutar que estava querendo ganhar o reality em cima da minha tristeza. A gente fica tão sensível lá dentro, que acaba falando sobre assuntos delicados e esquece o Brasil todo está ouvindo."

Depressão

"Gostaria de entender como vim parar sozinha dentro deste quarto. Hoje, por exemplo, você é primeira pessoa com quem eu falo. Ainda estou na minha cama, sem comer, só quero dormir. Estou de mudança para o Rio, pois minha mãe está doente, e não tenho forças para encaixotar as minhas coisas."

Monique Evans:
Claudio Augusto
Monique Evans: "Lancei a Nívea Stelmann, Susana Werner, entre outras"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.